O feito de considerar a energia produzida por SOGAMA como renovável já é um absurdo de por si, mas ainda assim, a situaçom mudou no 2013 quando um novo Real Decreto eliminou as primas às renováveis.