Se bem a unidade é hoje um instrumento imprescindível, nom é um fim em si próprio, mas umha ferramenta necessária desde a que somar vontades na conquista da soberania baixo um programa avançado, que reflicta a urgente realidade de hoje no campo social e na precisa ruptura democrática.